quinta-feira, 28 de abril de 2011

Um ano.

E nesse tempo todo eu tenho a maior alegria a dizer que tudo passou.
Aquilo que me fez chorar, me tirou lágrimas do coração, ACABOU.
E só posso agradecer a Deus por isso.
Obrigada mesmo, por ter olhado pra mim e ver o quanto eu estava sofrendo.
Obrigada por ter pego na minha mão e por ter me ajudado a caminhar com essa dor.
Obrigada por ter secado cada lágrima a cada dia me dando alegrias pra continuar.
Obrigada por me fazer dar valor a minha mãe antes que eu não pudesse mais fazer isso.
Desculpa pelas a vezes que te perguntei o porque disso tudo, por não compreender seus planos e por ficar chateada.
Eu te amo muito e a eternidade vai ser pouco pra te agradecer.

terça-feira, 26 de abril de 2011

'Platonice' Aguda.

Me olhava no espelho, encarava meus olhos e apontava o dedo na minha cara.
-VOCÊ NÃO PODE GOSTAR DELE.
Repeti isso diversas vezes em diversos dias durante semanas.
Comecei a passar por ele e falar somente um oi.
Meu coração não batia mais forte, as borboletas não tomavam conta do meu estômago, não ficava nervosa.
E eu não gostava dele.
Fiquei feliz por isso.
Eu não era apaixonada por ele.
Mas porque diabos pensava tanto naquela criatura?
Era desejo? Era tesão? Loucura talvez?
Nada disso.
Eu era apaixonada por estar apaixonada por alguém.
Gostava de gostar de quem eu não podia ter.. porque assim a paixão durava mais.
E quando se tornava possível, já virava impossível de continuar.

domingo, 17 de abril de 2011

Aprendeu a perder.

Não me pergunte, não sei quem me ensinou a ser assim. Quer dizer, até sei. A vida.
Me ensinou a não me importar se as pessoas vão embora, a sofrer calada e estampar um sorisso cinico na cara.
a vida me ensinou a nunca borrar a maquiagem com coisas inúteis.
A vida me fez mais forte por fora e uma gelatina por dentro.
Quantas vezes a declaração ficou na ponta da língua enquanto a mulher forte ordenava que não e lembrava do que já passou por causa disso.
Deixei de apostar em algumas pessoas porque pensei em outras.
Deixei de confiar em amigas por causa de outras que me fizeram muito mal.
Passei a arriscar menos e por consequência ganhar menos.

sábado, 9 de abril de 2011

Adm do bem - Lar Batista Marcolina Magalhães

Um projeto social desenvolvido pelos alunos do 6º período de Administração da Universidade Federal de Alagoas. Visistando Lares levando alegria e doações.






















quinta-feira, 7 de abril de 2011

Luto brasileiro.

Imagine você, acordar de manha, colocar o café para sua filha. Perguntar que horas volta, se está indo bem nas aulas, e ela com aquele sorriso te responde que ta adorando as aulas de geografia, e que mais tarde vai fazer trabalho na casa de fulana. Vocês entram no carro, a deixa no colégio e sai para trabalhar. Agora imagine só, você no seu trabalho e recebe uma ligação da mãe da amiga da sua filha dizendo que o colégio foi invadido por um ladrão e que teve tiroteios. Você desnorteada e cega de nervosismo vai ao colégio, ao chegar lá encontra com um dos policiais que te dá a o noticia. Sua filha foi morta;


Quem? Como? Porque? Cadê Deus?

O protagonista da historia morreu, se matou. Seus sonho talvez era aparecer na TV e vira manchete principal de todos os jornais e para isso acabou com sonhos de pequenos brasileiros que tentavam construir o Brasil melhor em uma pequena sala de aula da prefeitura do Rio de Janeiro. Um psicopata, um doente mental, um monstro.

Chegou na escola que estudou, entrou na sala e escolhia suas vitima se dó nem piedade e atirava na cabeça, sem chance de sobrevivência. Pulando em sala em sala, fazendo vitimas e vitimas. Até que a presença de um heroí, que não é um SUPER mas virou um, entra em ação, 'O' Policial que interferiu no plano e evitou outras mortes, mas o 'ator' dos cruéis disparos não queria ver seu drama e tirou sua própria vida. Mas estrago maior ele fez na vida daqueles que viram, ouviram e sentiram seu ato. Os traumas serão muitos, a dor maior ainda.

Agora me diz o que leva a alguém promover um crime tão cruel assim? Nada? Acordou e resolveu matar crianças indefesas? Desculpa mas essas são questões que morreremos sem saber; é algo imaginável.

Deus não permitiu, não foi a vontade de Deus. Ele não permite o mal e não o tem vontade de realiza-lo. Estava lá a todo tempo. Estava guiando os passos da menina que chamou o policial. Estava na cabeça daqueles que gritaram para se abaixarem, estava naqueles que não conseguiram se salvar. Deus estava olhando o assassino realizar a ação mais violenta que já vi na vida, com os olhos encharcado, com uma dor profunda no peito, a mão estendida em direção e falando sereno mas com a voz tremula:

- Meu filho, não faz isso. Filho.

...

Desculpa.

O luto agora é de uma nação.

E é com lágrimas nos olhos e com uma dor que não é minha que choro. Sim, choro pela a dor de 13 famílias que perderam seus filhos e um Brasil que ficou chocado por causa de um delírio mental de um louco. Existem coisa que não precisa acontecer com meus familiares e amigos para me emocionar.
Imagino que isso era visto em filmes e agora virou realidade.




Foi só um desabafo.

sábado, 2 de abril de 2011

Promessas vãs

    E a parti de hoje ela jurou que iria quebrar seu coração em duzentas partes, pra não existir alguém no mundo capaz de monta-lo novamente.
    Ela não quer amar e não quer ser mais amada. Desistiu de tentar viver esses contos que são breves. Breves e doloridos. Ela desistiu de dar chances. Mas bem que merecia. era besta o suficiente para se enganar, pra acreditar que alguém nesse mundo tão ridículo poderia olhar além da beleza, olhar além da bunda, olhar além da simpatia. Ela se apaixonou por ele por que ele olhava nos olhos dela, porque ele parecia ser diferente, mas não era. Colocou esperanças onde não tinha, ansiedade onde pensava que poderia haver algo e amor onde não existia mais nada. Agora ela desistiu de tentar ser feliz.
    Já basta. Já chega. Já era.
    Se fechou no quarto. Abraçou seu travesseiro e confessou a ele que um dia acreditou nessa historia do felizes para sempre. Teve vontade de chorar aos berros e pergunta por que miséria nada acontece de bom.. e quando pensa que está logo vem uma puta de uma sacanagem acabar com tudo.
    Ela não quer mais envolvimento nenhum. Ela quer ficar quieta. Ela quer ficar só. Ela não quer sentir mais nada;
    A verdade mesmo é que amanha assim que tirar a maquiagem dos olhos, limpar a lágrimas, secar a dor, ela vai estar sonhando e até mais alto do que sonhara um dia, e ela sabe disso.